Não deixe de ler
Home / Image slider / Como escolher peles para bateria?

Como escolher peles para bateria?

playing-drums

Em primeiro lugar, o que são peles para bateria?

Peles, casco e aro são a base de tudo para um tambor soar bem, um precisa do outro, as peles são aqueles “filmes” que são colocados entre o casco e o aro.

Qual a diferença de uma pra outra?

Existem peles de diversos tipos, entre elas, as de camada simples (single ply), transparente (clear) ou porosa (coated) e as de camada dupla (double ply), ou seja, duas camadas de pele, clear ou coated também. As que nos referimos com o termo “Hidráulica” são as peles de filme duplo, o encontro das duas peles causa uma impressão visual na pele, que cria a ilusão de haver óleo dentro da pele. Existem também algumas peles denominadas “ebony” por serem pretas, mas tem as mesmas características de uma pele clear.

pele-porosa-bateriaPorosa ou Transparente? Qual escolher?

As peles porosas dão um som mais brilhante ao tambor, uma ligeira secada também, são bastante indicadas para um som do tipo jazz, funk, bossa-nova, samba MPB, etc etc.. é quase regra utilizar porosa na caixa, para sentir os leves toques e conseguir rufar com mais facilidade, porém muitos bateristas que curtem um som mais pesado utilizam peles peles transparente na caixa também, por proporcionar um som forte, pesado e bem cheio. São feitas também para o uso de vassouras. Peles clear, são peles mais controladas, não tão gritantes, utilizadas por bateristas de diversos estilos, desde o funk, fusion, até o rock, e metal. São mais utilizadas no bombo e timbalões. Então devo usar somente peles Transparentes para tocar metal e peles porosas para tocar samba? Lógico que NÃO! Isso vai de cada um, há muitos bateristas de metal com peles porosas, nada impede de que se use qualquer pele para o som que se deseja. Tudo depende do timbre e do tom que você quer tirar da bateria,.

Espessura das peles

Cada pele de determinada marca tem o seu modelo e espessura, existem peles de camada simples mais fina, outras com camada simples mais espessa, uma Remo Diplomat é mais fina que uma Ambassador, por exemplo, assim como as de camada dupla, que também têm essa variação de espessura, uma Remo Pinstripe é mais grossa do que uma Evans G2, proporcionando outro tipo de som.

O que isso influência no som?

Peles de Camada Simples (Single Ply): As peles de camada simples são indicadas para quem gosta de um som bem ressoante, definido, com uma presença moderada de harmônicos. Na tarola geralmente as peles de camada simples mais espessas são utilizadas, por terem um som seco, e ainda assim, terem uma presença de harmônicos bastante controlados. No bombo, uma pele de camada simples deixa o som a ressoar bastante, com uma grande presença de harmônicos,e geralmente dá um bom kick com um som mais definido. Observação: Peles de camada simples são muito sensíveis às variações de afinação.

Peles de Camada Dupla (Double Ply) (Hidráulicas): Geralmente, as peles de camada dupla mais espessas, soam melhor em tambores grandes, com tamanho acima de 14”. Proporcionam um som forte, com menos ataque em relação a uma pele de camada simples, porém com um grave profundo e harmônicos bem controlados.

Em tambores mais pequenos essas peles, dependendo das características do casco da bateria que está sendo usada, podem fazer com o que som fique muito abafado, ou sem vida, “assassinando” o som real do tambor. Nos timbalões e na tarola as peles de camada dupla menos espessas são as mais indicadas para quem procura um som controlado, porém, vibrante para que o tambor cante de uma forma agradável, e as de camada dupla mais espessas para quem procura um som mais grave e profundo, mais cheio. Já no bombo, a pele de camada dupla proporciona um grave a mais, com um melhor controlo, e um pouco mais de abafamento.

peles-transparentesQuais são as peles mais conhecidas e utilizadas?

Existem muitas peles, mas as mais utilizadas e mais conhecidas são as seguintes: Remo, Evans, Aquarian, Encore e RMV.

E as peles mudas? O que são?

Peles mudas como o nome indica, são peles que não produzem qualquer som e são apropriadas para quem quer estudar sem incomodar ninguém. São feitas de poliéster bem denso.

O que são aqueles anéis à volta de algumas peles e aqueles círculos no centro?

Os anéis servem para para abafar ou controlar o som do tambor, uma pele de bombo com um anel à volta serve para “segurar o som” para o bambo não ressoar tanto e tirar os harmônicos que muitas vezes não deveriam estar ali. Os círculos centrais servem para a mesma coisa, são mais comuns em peles de tarola e de timbalões. Existem peles para bombo com esse círculo, por exemplo a Remo CS.

caixa-de-bateriaPeles de ataque e peles de resposta

Peles de ataque são as peles onde batemos com as baquetas fazendo o som prolongar até chegar à pele de resposta. As peles de respostas são as de baixo, normalmente esquecidas pela maioria dos bateristas e não lhes é dada muita importância, o que é totalmente errôneo, uma vez que estas fazem o som do tambor mudar por completo, criando diferentes tipos de ressonância. As peles de resposta são em regra mais finas do que as de ataque e captam o som, fazendo o tambor cantar. Existem baterias sem pele de resposta, porém, estas têm um som bem mais seco e sem vida. Na tarola, por exemplo, o uso da pele de resposta é essencial, para o uso dos bordões.

Quando trocar as peles?

As peles devem ser trocadas quando não proporcionarem mais uma afinação adequada, ou no caso das peles porosas a camada de cima sair totalmente. Quando as peles ficam com marcas “buracos” por causa de batermos com muita força, pode-se usar um ferro de passar roupa, mas provavelmente vai modificar o som.

Fonte: Blog MundoBends

Comente esta matéria

Your email address will not be published.Os campos marcados são de preenchimento obrigatório *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo